Navigation

Search

Categories

On this page

longhorn: o futuro do windows (client)
Mais eBooks com recomendações
Jornal para Arquitectos
Ward Cunningham e outros links sobre Patterns
Encontro de Arquitectos - Apresentações
Encontro de Arquitectos
FABRIQ
HP Global Gateway Services
Vodafone Mobile Web Services
Ray Ozzie comenta o Longhorn
SSL ou WS-Security?
Design for Operations
Annual Microsoft Strategic Architect Forum (SAF)
SOA Designer?
Biztalk 2004 no PDC
Indigo: O anúncio
PDC: Primeiras impressões
Indigo
Application Blocks .NET para aplicações Web
UN/CEFACT Business Collaboration Framework (BCF)

Archive

Blogroll

Disclaimer
The opinions expressed herein are my own personal opinions and do not represent my employer's view in any way.



RSS 2.0 | Atom 1.0 | CDF

Send mail to the author(s) E-mail

Total Posts: 121
This Year: 3
This Month: 2
This Week: 1
Comments: 35

Sign In
Pick a theme:

# Monday, January 19, 2004
Monday, January 19, 2004 5:49:48 PM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Longhorn )

Embora ainda algo distante no tempo, esta é a altura em que muitos de nós começam a estudar o potencial da nova plataforma. Enquanto a atenção de muitos se vai centrar no interface "AVALON", eu gostaria de recomendar as áreas do  plumbing "INDIGO"; do novo storage "WinFS" com todo o seu potencial (XmlSchemas) na descrição dos objectos e nas relações que pontenciam um conjunto de aplicações novas. Mas como não há nada como ver os conceitos na prática, no MSDN estão a ser publicados cenários de aplicações:

No dia 9 de Fevereiro não vou perder o Longhorn Developer Preview no Centro de Congressos do Estoril. Alias, já estou inscrito ;-)

Entretanto, a comunidade está bem activa desde o PDC e o melhor sitio para sentir essa vibração é o http://longhornblogs.com.

Em Portugal também já se pode encontrar outros bloggers .NET e provavelmente este vai ser o primeiro encontro para conhecer esta malta. Só falta agora arranjar umas t-shirts giras.

# Wednesday, January 14, 2004
Wednesday, January 14, 2004 12:39:09 AM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Patterns )

Foram publicados recentemente mais dois guias no Patterns & Practices:

# Wednesday, December 17, 2003
Wednesday, December 17, 2003 12:35:42 PM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Arquitecturas )

Já está online a primeira edição desta publicação dirigida aos Arquitectos TI europeus.

Os artigos publicados são submetidos por clientes, e o editor Arvinda Sehmi que esteve recentemente em Portugal, deixou o convite para que os investigadores nacionais participassem também com a sua experiência.

Tópicos seleccionados para o número 1:

site: http://www.theArchitectJournal.com
pdf: http://www.thearchitectjournal.com/Journal/issue1/docs/MS%20EMEA%20Architects%20Journal%20-%20Issue1%20-%20A4.pdf (em formato reduzido para A4)

# Tuesday, December 16, 2003
Tuesday, December 16, 2003 12:05:01 PM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Patterns )

Este mês fica marcado com a entrada do Ward Cunningham para o grupo de patterns & practices. Ele é o pai do conceito wiki, do Portland Pattern Repository e do Hillside.net. Foi também um dos colaboradores no desenvolvimento do eXtreme Programming (XP) e de outras metodologias ágeis. Os amigos não querem crer é até existe uma lista de recomendações para o seu novo emprego.

Vou juntar aqui um conjunto de links que me parecem úteis sobre o tema dos patterns. Os livros Patterns & Practices estão disponíveis na amazon bem como outros muito recentes e que me parecem bem práticos para quem está a desenvolver aplicações empresariais:

cover Patterns of Enterprise Application Architecture
Martin Fowler

cover Enterprise Solution Patterns
David Trowbridge, ...

Vídeo TechEd'03
http://microsoft.sitestream.com/DEV/DEV361_files/default.htm

 

 

Este ainda não o tenho mas já está na minha wishlist ;-)

EIPatterns Enterprise Integration Patterns : Designing, Building, and Deploying Messaging Solutions
Gregor Hohpe, Bobby Woolf

http://eaipatterns.com/

 

 

Vídeos da sessão do ano passado do "EMEA Architect Tour" gravados na Finlândia: http://www.dotnetmaailma.com/dotnetmaailma/seminaarit/online/EMEA+Architects+Tour.htm

E a implementação em C# dos clássicos Gang of Four (GoF):
http://www.dofactory.com/Patterns/Patterns.aspx 

# Monday, December 15, 2003
Monday, December 15, 2003 3:39:06 PM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Apresentações | Patterns )

A minha introdução às patterns e à forma como a Microsoft está a organizar este catálogo para aplicações empresariais:
EnterpriseSolutionPatterns joseas dec03.ppt (3.02 MB)

As outras 3 sessões estão disponíveis no http://www.theArchitectExchange.com na área "Architect Forum":
http://www.thearchitectexchange.com/uploads/Architect Forum Tour 2004 (core).zip

Stuart Crawford, Enterprise Architect da CGE&Y, apresentou "Architecting for Business Agility"

Arvindra Sehmi, Architect na Microsoft EMEA, falou sobre "Abstract Queuing Nets and The Agile Machine"

Clemens Vasters, CTO Newtelligence AG, mostrou-nos "Message-Oriented Distributed Systems: Motivations and Impact of a New Business Imperative"

# Wednesday, December 10, 2003
Wednesday, December 10, 2003 9:27:46 AM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Apresentações | Patterns )

Os powerpoints vão ficar todos disponíveis nos próximos dias. Como prometido aqui vai o link para a apresentação de patterns.

EnterpriseSolutionPatterns joseas dec03.ppt (3.02 MB)
# Friday, December 05, 2003
Friday, December 05, 2003 8:40:06 PM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Web Services )

Do weblog do Clemens Vasters:

The goal of this project, code-named “FABRIQ”, is to create a special-purpose, high-performance, service-oriented, one-way messaging infrastructure for queuing networks, agents and agile computing. It’s not a Microsoft product. It’s an architecture blue-print backed by code that we write so that customers don’t need to – at least that’s the plan.

Para os felizardos que conseguiram lugar no encontro de arquitectos, aqui vai mais uma boa noticia: Tanto o Clemens Vasters como o Arvindra Sehmi, vão estar em Lisboa para o evento.

# Tuesday, December 02, 2003
Tuesday, December 02, 2003 9:46:22 AM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Web Services )

Durante o Gartner Application and Integration Conference foi apresentado este interessante caso de sucesso com a adopcção de Web Services/SOA. Cerca de 200 front-ends de comércio da HP, incluindo mais de 80 lojas online, passam agora a usar um serviço partilhado de deteção de fraude. As reduções nas fraudes já vão em 80% para um projecto de 6 semanas x 2 developers.

Recomendo este powerpoint, bem como o post da Rebbeca Dias, Product Manager dos WSE.

# Monday, November 24, 2003
Monday, November 24, 2003 12:42:34 PM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Web Services )

Amazon, Ebay, Google e outros já o fazem há algum tempo. Portugal também já tens os seus casos de sucesso. Está na altura de muitas outras empresas começarem a expor serviços para o exterior - vêm aí oportunidades interessantes e essa é a base para muitas dessas novas aplicações.

Desta vez é a Vodafone a lançar um conjunto de Web Services. Juntamente com a Microsoft estão a promover um concurso para novas aplicações que integrem com o operador de comunicações. Os prémios parecem interessantes e acima de tudo a projecção que este tipo de concurso pode dar é sem dúvida uma grande oportunidade.

# Friday, November 14, 2003
Friday, November 14, 2003 12:53:23 PM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( PDC 2003 | SAF 2003 | Sync/Offline | Web Services )

Durante as sessões que assisti sobre WinFS e sobre Sincronização/Offline sempre me suscitou curiosidade qual seria a reacção da Groove Networks perante a evolução dos mecanismos de replicação que está acontecer na próxima versão do Windows.

Pois o criador do Lotus Notes, que também esteve no PDC e no SAF, respondeu a todas as minhas questões durante uma entrevista para a EWeek:
Ray Ozzie on Longhorn & Groove Networks

As relações entre WinFS, Offline Syncronization, Peer-to-PeerIndigo são muito interessantes e esperemos que fique cada vez mais simples fazer aplicações offline "expertas".

# Thursday, November 13, 2003
Thursday, November 13, 2003 12:39:41 PM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Web Services )

Enquanto não existiam melhores alternativas fomos desenvolvendo os primeiros web services "seguros" usando por exemplo SSL para a confidencialidade. No entanto em muitas situações o transporte não é necessariamente HTTP, nem é síncrono, nem é ponto-a-ponto e rapidamente descobrimos que precisamos de algo mais "message-oriented". Com o evoluir das soluções para arquitecturas mais orientadas a serviços (SOA) e com a implementação nas empresas dos Enterprise Service Bus (ESB) começamos a usar cada vez mais intermediários na comunicação que podem participar em diferentes aspectos do transporte: autenticações, assinaturas, confidencialidade, encaminhamento, nível de serviço, respostas, etc...

Se em termos estratégicos ninguém tem dúvidas que o caminho a seguir passa pela utilização de soluções tipo WS-Security podemos ainda discutir se hoje já todas as plataformas suportam estas especificações e se realmente é fácil tirar partido disto. Eu não conheço muitas plataformas mas da minha experiência prática, usar o Web Services Enhancements (WSE) parece-me bastante simples. Estou convencido que é mais rápido implementar toda um politica de segurança usando por exemplo UsernameToken (shared secret) para cifrar a mensagem, do que pedir um SSL a uma qualquer entidade de certificação.

Este tema foi muito bem tratado pelo CDBi Forum: COMMENTARY - IGNORE THE WS SECURITY STANDARDS?

# Wednesday, November 12, 2003
Wednesday, November 12, 2003 12:51:29 PM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( )

Embora pouco badalada no PDC, um dos anúncios mais importantes para mim foi a Dynamic Systems Initiative (DSI). O objectivo aqui é induzir tanto a Microsoft como o resto da indústria na criação de soluções que reduzam a complexidade de desenho, implementação e operação dos sistemas distribuídos. Com esta iniciativa aparece o System Definition Model (SDM), exactamente um dos sub-sistemas mais importantes para o Whitehorse.

A informação que vai no SDM de uma aplicação pode ser usado em todo o seu ciclo de vida:

  • SDM no desenho: Durante esta fase muitos dos requisitos, configurações, serviços e politicas de operação podem ficar aqui explicitamente definidos.
  • SDM na implementação: Se as restrições de operações forem impostas pelo datacenter (por exemplo num ASP), a ferramenta de desenvolvimento pode evidenciar os constrains logo na compilação da solução.
  • SDM no setup: A quando da instalação este modelo pode ser usado para alocar dinamicamente os recursos necessários e fazer automaticamente todas as configurações. Por exemplo instalar e configurar o front-end web em todas as maquinas de um webfarm.
  • SDM nas operações: Usando as definições da aplicação, os novos sistemas de gestão poderão monitorizar os sinais vitais da aplicação e desencadear re-alocações de recursos dinamicamente. Por exemplo retirar servidores do webfarm "Browse de Catálogo" para o webfarm "checkout" automaticamente.

Embora muitas destas funcionalidades estejam agendadas apenas para futuros produtos, hoje já é possível desenvolver sistemas enriquecidos pelo menos com estes modelos SDM: Health Model, Task Model e Status Model

Empresas como a CA, Dell, EDS, Fujitsu-Siemens, HP, IBM, NEC, etc. também já estão a fazer desenvolvimentos com o SDM.

# Wednesday, November 05, 2003
Wednesday, November 05, 2003 1:06:04 AM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( SAF 2003 )

Pela primeira vez estou a participar num evento dedicado a "Strategic Architects" e tenho tido poucas oportunidades para escrever aqui no weblog. As sessões principais têm sido idênticas às do Architecture Symposium do PDC mas é nas discussões temáticas que se encontra um ambiente único de diálogo entre clientes e os principais arquitectos das novas frameworks Microsoft. Hoje fui moderador de um painel sobre "Segurança: Boas Praticas" onde ~12 clientes estiveram numa animada discussão com J. D. Meier, autor de um dos recentes livros dos Patterns & Practices: Improving Web Application Security: Threats and Countermeasures.

Entretanto conheci também o Harry Pierson, autor do http://www.devhawk.net e de um RSS add-in para Sharepoint/WSS entre outras coisas. Ele agora está a começar a comunidade online de Arquitectos. Depois de uma conversa sobre localização e comunidades locais parece que ele veio testar a tradução do meu weblog usando o babelfish.

# Friday, October 31, 2003
Friday, October 31, 2003 2:19:35 AM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( Patterns | PDC 2003 | Web Services )

Com a próxima versão do Visual Studio (Whidbey) vem uma nova ferramenta de modelação (Whitehorse). O objectivo é introduzir um conjunto de ferramentas model-driven que suportem não uma linguagem universal mas sim "Domain Specific Modelation Languages". Em várias sessões do PDC vimos essa ferramenta aplicada na especificação, desenho, implementação, instalação e monitorização de Web Services. A imagem é um exemplo retirado dos slides da sessão do Keith Short: Solution Architecture in the Service-Oriented Enterprise (PPT).

Outros comentários e links:
Roadmap das ferramentas de desenvolvimento 2004-2005
Building Manageable Apps (PPT)
Microsoft Embraces Modeling (EWeek)

Neste artigo da EWeek pode ler-se "To fuel its drive into modeling, Microsoft has been amassing a core of top-level UML and modeling talent, just as the company has done in XML and Web services, sources said. Over the past year, Microsoft has hired a series of UML experts, including four who previously worked for Rational: Jochen Seemann, Wojtek Kozaczynski, Jack Greenfield and Ed Eykholt." - mas se isto não é só UML será que a Microsoft vai lançar aqui algo divergente do UML?

# Wednesday, October 29, 2003
Wednesday, October 29, 2003 10:54:40 AM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( )

David Chappel publicou um documento sobre o Biztalk 2004. São 29 páginas com uma introdução técnica à arquitectura deste novo servidor.

Entretanto espero assistir também às demos do Scott Woodgate com Indigo e SQL "Yukon" DTS integrados com o Biztalk:

  • DAT350 Architecting End-to-End Enterprise Solutions: InfoPath with BizTalk 2004, SQL Server, "Indigo", WSE and Line-of-Business Applications  Kamaljit Bath
    Learn how to use InfoPath .NET support to architect compelling end-to-end enterprise solutions. Learn about key design principles and get guidelines to solve the integration challenge. Learn about integrating InfoPath with Web Services, Biz-Talk 2004, SQL Server, Share Point, Indigo, Siebel and SAP.
  • DAT321 BizTalk Orchestration Engine Futures  Abhay Parasnis
    This session demonstrates an early prototype for a scaled down lightweight, re-hostable orchestration engine. Orchestration is being enhanced to provide programmer friendly APIs accessible to any language, enable even more complex flows through deep integration with rules, and tighter integration with people. This engine is ideal for such functions as: performing tasks inside WinFS, workflow inside STS or page flow in ASP.NET or your favorite scenario.
  • DAT420 BizTalk Server 2004 with SQL Server Yukon DTS and Indigo Scott Woodgate
    Just been to an "Indigo" session? Come and see a real example of BizTalk Server 2004 business process, rules and activity monitoring adding value to "Indigo" web services. Get up to speed with SQL Server "Yukon." See the new DTS integration with BizTalk Server 2004 designed to make your life easier for both data and service orientated integration. With hard-core content, and lots of demos make this is a session you should not miss!
# Tuesday, October 28, 2003
Tuesday, October 28, 2003 7:48:54 PM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( PDC 2003 | Web Services )

"Indigo" é nome de código da nova plataforma de Messaging/Remoting e pretende consolidar .NET Remoting, DOM/COM+/EnterpriseServices, ASP.NET Web Services/WSE e MS MessageQueue. Predende criar um serviço para construção de aplicações distribuídas que abstrai desde as comunicação inter-processo até aos web services entre organizações. Ou seja, passamos a usar um único modelo para implementar Arquitecturas Orientas a Serviços (SOA). Isto incluí serviços para transacções, garantia de entrega, segurança numa infra-estrutura altamente escalável.

A sessão do Don Box foi um introdução aos Service Oriented Arquitectures, as suas motivações e principalmente as orientações que devemos aplicar hoje no desenho dos sistemas distribuídos.

Ontem gostei de ver um exemplo da Merck de aquisição de dados de pacientes que estão em casa sob efeito de novos medicamentos. Um pocketPC recolhia o Pulso Cardiaco e consumo de Oxigénio e estava a alimentar em "Real-Time" uma base de dados central. Mesmo as ferramentes de analise usadas pelos médicos conseguiam monitorizar em real-time ou recuperar o histórico do paciente rapidamente. O interessante foi perceber que o real-time era resistente à conectividade simplesmente porque o serviço era queued. Estes modelos online/offline podem ser feitos hoje mas não com a simplicidade com que estamos aqui a ver nesta geração de ferramentas e não tão interoperavel como vai sendo possível fazer com os Web Service.

Também já está online o site MSDN sobre Indigo.

Tuesday, October 28, 2003 1:20:30 AM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( PDC 2003 )
Umas notas antes de adormecer em pé
# Monday, October 27, 2003
Monday, October 27, 2003 9:47:35 AM (GMT Standard Time, UTC+00:00) ( PDC 2003 | Web Services )
Está quase a chegar ao momento de anunciar publicamente o projecto "Indigo"
# Friday, October 24, 2003
Friday, October 24, 2003 5:14:08 PM (GMT Daylight Time, UTC+01:00) ( Apresentações | Patterns )
Apresentação de alguns componentes das Patterns & Practices
# Monday, October 13, 2003
Monday, October 13, 2003 7:51:14 PM (GMT Daylight Time, UTC+01:00) ( Web Services )
Uma análise que detalha como os Web Services vão co-existir e complementar a BCF